SANTORINI ERA O PARAíSO, ATé OLHARMOS BEM PARA ESTA ILHA

A ilha de Santorini é inconfundível pelas praias de areia branca e água tão transparente que nada escapa ao olhar, mas parece que aquilo que tem escapado à nossa atenção é outra outra ilha grega que, apesar de menos famosa, começa a ser desejada.

Com menos multidões e, segundo alguns, com maior beleza natural, a Ilha Jónica de Kefalonia é a 6.ª maior ilha da Grécia e foi destacada pela Condé Nast Traveller como uma das melhores ilhas gregas para visitar em 2024, não fosse este o cenário do filme de 2021 Captain Corelli's Mandolin, que levou Nicolas Cage e Penélope Cruz a dar a conhecer a praia Myrtos, conhecida pelas águas turquesa e areia branca, ou a montanha Ainos, a mais alta de todo o arquipélago das Ilhas Jónicas.

Mas há muito mais a explorar. 

Numa visita a Kefalonia é também imprescindível visitar a capital de Kefalonia, Argostoli; a vila de Assos, cercada por águas cristalinas; Fiskardo, vila que entra sempre nos roteiros pelas casas coloridas e porto pitoresco; ir à praia de Antisamos, perto da cidade de Sami e famosa pela combinação das águas azuis com as montanhas verdes em pano de fundo; conhecer o Mosteiro de Agios Gerasimos; e entrar na Caverna de Melissani, com um lago subterrâneo onde a luz do sol cria um efeito mágico na água.

No que toca a comida, Kefalonia diferencia-se de Santorini por pratos típicos como a Kreatopita, uma torta de massa folhada recheada com carne de porco ou vitela, arroz, tomate, cebola, alho e temperos e, nas bebidas, pelo vinho Robola, um branco seco, feito a partir da casta robola, que só existe em Kefalonia.

Para descansar, diz a Condé Nast Traveller que não há nada como entrar em zen no F Zeen.

Parece-nos que pelas sugestões, imagens da galeria ou vídeo que se segue, é claro que já é altura de Kefalonia ter o seu protagonismo. 

2024-07-07T02:17:25Z dg43tfdfdgfd